O Oriental perdeu este sábado por 4-0 com o Ac. Viseu no Estádio do Fontelo, em partida da 37.ª jornada da Segunda Liga. A incapacidade de traduzir em golo as oportunidades criadas na primeira parte aliada à expulsão de Pedro Alves (61') e ao elevado número de lesionados e castigados ditaram o desfecho de uma derrota justa que peca ainda assim pelos seus números excessivos.

 

Construído por duas equipas movidas pelo futebol positivo que fazem questão de praticar, o jogo começou aberto e com várias ocasiões de golo. Logo aos 10 minutos Bruno Aguiar efetuou um passe longo em jeito de cruzamento e já dentro da área Mauro Bastos penteou a bola para as mãos de Ivo.

 
 
 

Meia dúzia de minutos mais tarde o Ac. Viseu reagiu por Tiago Borges que isolado frente a Janota não foi capaz de superar os reflexos do guardião orientalista. O Oriental respondeu de imediato e a abertura de Tiago Rosa encontrou Miguel Paixão que no flanco direito cruzou rasteiro para oferecer o golo a Mauro Bastos. O remate do avançado de 36 anos desviou no entanto num defensor contrário antes de embater caprichosamente no poste da baliza viseense, para logo de seguida ser cortada para longe daquela zona do terreno.

 

O conjunto grená e branco voltou a estar perto de inaugurar o marcador aos 20 minutos numa jogada de contra-ataque conduzida por Leonel e apenas travada por uma boa defesa de Ivo, mas a partir desse momento o Ac. Viseu ganhou algum ascendente e depois de assustar em duas ocasiões que terminaram com duas grandes intervenções de Janota (23' e 31'), acabou por fazer o primeiro já perto do intervalo. Perda de bola em zona proibida, cruzamento de Luisinho pela direita para Tiago Almeida encostar ao segundo poste sem oposição (39').

 

Acusando algum cansaço pelo reduzido número de jogadores disponíveis, o Oriental quebrou de produção na etapa complementar e o segundo golo surgiu ao minuto 58 por Tiago Almeida na sequência de uma boa iniciativa individual. Com o parcial fixado em 2-0 a favor da equipa local, o jogo ficou decidido à passagem do minuto 61 quando Pedro Alves foi advertido com o cartão vermelho direto por falta dura sobre Alex Porto.

 

O resultado ficou fechado no último quarto de hora do encontro com os tentos de João Amorim (76') e Clayton (80'), no consumar de uma derrota demasiado pesada para os Guerreiros de Marvila que embora muito desfalcados revelaram o caráter de entrar em campo, como sempre, em busca da vitória.

 

Concluídas 37 jornadas da Segunda Liga, o Oriental situa-se agora na 16.ª posição da tabela classificativa com 46 pontos, 11 pontos acima da linha de água. O próximo encontro está agendado para sábado, 11 de Abril, no Campo Eng.º Carlos Salema frente ao Marítimo B e o teu apoio será, mais que nunca, fundamental.