Foi com o pé direito que o Oriental iniciou o novo ano de 2015 em pleno Estádio do Mar, Matosinhos. Em desvantagem ao intervalo muito por culpa da grande penalidade perdoada por Marco Ferreira, os Guerreiros de Marvila encheram-se de fé no segundo tempo e conseguiram a reviravolta (1-2) frente a um Leixões que só por uma ocasião havia perdido em casa esta temporada. O triunfo permite ao Oriental subir ao 17.º lugar da Segunda Liga numa altura em que estão disputadas 21 jornadas.

A partida começou pautada pelo equilíbrio e a primeira ocasião de perigo foi protagonizada pelo Oriental através de uma boa arrancada de Mauro Bastos que junto à linha final cruzou rasteiro para Tom falhar por muito pouco o desvio (10’). Cinco minutos mais tarde o Leixões chegou ao golo por intermédio de Yuanyi Li que, aproveitando um passe de 60 metros de Novais para as costas da defesa orientalista, surgiu isolado e inaugurou o marcador sem hipóteses de defesa para Mota (15’).
 
Roncatto nos festejos do segundo golo ao lado de Mauro Bastos
 
 


A partida começou pautada pelo equilíbrio e a primeira ocasião de perigo foi protagonizada pelo Oriental através de uma boa arrancada de Mauro Bastos que junto à linha final cruzou rasteiro para Tom falhar por muito pouco o desvio (10’). Cinco minutos mais tarde o Leixões chegou ao golo por intermédio de Yuanyi Li que, aproveitando um passe de 60 metros de Novais para as costas da defesa orientalista, surgiu isolado e inaugurou o marcador sem hipóteses de defesa para Mota (15’).

 

A desvantagem fez os Guerreiros de Marvila balancearem-se mais para o ataque e já depois de Tom (24’) e Valdo (30’) tentarem a sua sorte de meia distância, o empate poderia mesmo ter chegado em cima do intervalo pelos pés de Leonel não fosse Pedro Pinto desviar o esférico com o cotovelo. O árbitro Marco Ferreira, bem posicionado, mandou o jogo seguir e segundos mais tarde mandou as equipas para o descanso intermédio.

Na etapa complementar o gabarito exibicional do Oriental subiu de nível e com uma objetividade superior no momento do último passe, algo que até então tinha faltado, foi com naturalidade que o golo apareceu aos 57 minutos por intermédio de Tom. Boa jogada individual de Roncatto pela esquerda que após uma finta desconcertante sobre o adversário cruzou rasteiro para o cabo-verdiano encostar no coração da área.

 

À passagem do minuto 77 o Leixões esteve perto de reconquistar a vantagem no marcador quando João Pedro cruzou da esquerda para Pedras, em boa posição, falhar o alvo, mas o Oriental chegaria com justiça ao golo do triunfo pelos mesmos protagonistas. Grande abertura vertical de Tom para Roncatto que, apesar de partir atrasado em relação ao defensor Pedro Pinto, arrancou a todo o gás e ganhou na velocidade para no frente-a-frente com Chastre atirar rasteiro para o 1-2 final.

 

Com esta vitória, a quarta consecutiva em partidas disputadas fora de portas para a Segunda Liga, o Oriental sobe ao 17.º lugar da classificação com 25 pontos. O próximo desafio está agendado para o próximo dia 11 de Janeiro no Campo Eng.º Carlos Salema frente ao Feirense e o teu apoio será, como sempre, fundamental.