Se há dias em que um espetáculo de futebol não tem como principais protagonistas os jogadores, este foi um deles. A equipa de arbitragem liderada por Jorge Ferreira tomou a cena do encontro e exibiu-se ao mais alto nível na arte de mal apitar, numa atuação lamentável para mais tarde recordar. Uma expulsão errada a Daniel Almeida, outra perdoada a Pedro Monteiro e muitos mais equívocos pelo caminho. Resultado? Vitória caseira do Freamunde sobre o Oriental por 3-0.

A primeira parte da partida relativa à 11.ª jornada da Segunda Liga foi disputada em ritmo lento e pouco intenso. A jogar perante o seu público, o líder Freamunde aproveitou a única ocasião de golo da etapa inaugural para se adiantar no marcador por intermédio de Ansumane (12'), mas numa altura em que o Oriental assentava o seu jogo e ganhava clarividência na busca do golo do empate o impensável aconteceu.

   
 

Seguindo a indicação do auxiliar Jorge Oliveira, o juiz Jorge Ferreira admoestou o capitão Daniel Almeida com o cartão vermelho direto por uma falta inofensiva e perfeitamente normal sobre Jô junto à linha lateral, naquele que foi o momento capital da partida.

No segundo tempo o Oriental viu-se forçado a apostar num futebol mais direto em razão da inferioridade numérica em que se encontrava, mas tal como já havia sucedido nos primeiros 45 minutos sempre que o conjunto grená e branco tentava chegar à baliza de Marco lá aparecia Jorge Ferreira a assinalar falta ofensiva. Roncatto (61') e Leonel (68') ainda ameaçaram através de pontapés de meia distância, até que à passagem do minuto 74' o árbitro fafense perdoou o segundo amarelo a Pedro Monteiro por derrube a Evandro Roncatto à entrada da área do Freamunde, num lance em tudo idêntico àquele que tinha valido a Hugo Grilo a mesma cartolina logo ao minuto 24.

O jogo não terminaria no entanto sem que o pisão de Rainho a Pedro Alves passasse impune antes de o camisola 5 da formação nortenha cruzar para que o recém entrado Tiago Leão fizesse o 2-0 (89'). Três minutos para além dos 90 o mesmo Tiago Leão fez o 3-0 final para a equipa da casa, mas a história da partida já estava contada.

Um jogo cujo resultado fica associado aos inúmeros erros de arbitragem, colocando o Oriental no último lugar da tabela classificativa desta Segunda Liga. Mas como o que interessa não é a forma como começa mas sim como acaba, no próximo domingo os Guerreiros de Marvila voltam a lutar pelo objetivo da manutenção no Campo Eng.º Carlos Salema às 15h00 contra o Trofense, na 12.ª jornada da Segunda Liga.