Infelizmente, não vamos jogar cá...

Apesar de todo o esforço que fizemos no sentido de podermos jogar no nosso “Velhinho Campo”, não vamos poder fazer os nossos primeiros jogos em casa. E porquê? Porque não fizemos tudo o que estava ao nosso alcance para o conseguir? Porque não metemos mãos à obra assim que nos foram dadas as exigências para os melhoramentos que tínhamos de fazer? Não.

Fizemos tudo o que era possível fazer em tão pouco tempo para que fosse possível cá jogar. Disse-nos um responsável da Liga que nenhum outro Clube nas mesmas circunstâncias tinha feito tanto em tão pouco tempo. É verdade que nem tudo está pronto. É verdade que o muro da Rua José do Patrocínio continua por reparar porque o departamento de obras da Câmara Municipal de Lisboa há meses que está para fazer esta obra da sua responsabilidade. Mas também é verdade que havia a colaboração dos responsáveis da Liga para que as obras fossem calendarizadas e cumpridas. E nós estamos a cumprir escrupulosamente a nossa parte.

Havia um acordo em que colocaríamos baias para substituir uns metros de rede de vedação exigida e que assim ficaria assegurada a segurança suficiente para a realização do próximo jogo. A CML cedeu 150 metros de baias. Apesar do nosso grande esforço e de toda a colaboração e sensibilidade dos responsáveis da Liga, infelizmente tivemos o “azar” de contar com a insensibilidade de um Senhor Comissário da Policia que assim não o entendeu e vetou a realização de jogos no nosso campo, apesar de estarem contratados para o jogo frente ao Leixões 12 agentes da Polícia, 8 agentes de segurança privada, 1 coordenador de segurança e 2 agentes da unidade especial da PSP, para além naturalmente das referidas baias. Nem a possibilidade de disponibilização de mais meios demoveu a suprema autoridade. Lamentamos que assim seja. Lamentamos que a Liga não tenha vistoriado mais cedo. Lamentamos que as obras de responsabilidade da CML não estejam feitas. Lamentamos que este nosso modesto Clube seja assim tão prejudicado.

Resta-nos agradecer a ajuda do Eng.º Fidalgo e Eng.º Miguel da Liga, que tudo têm feito para nos ajudar. Agradecemos ao Senhor Presidente do Atlético Clube de Portugal por nos ceder o Estádio da Tapadinha para realizarmos, pelo menos, o jogo do próximo dia 03 de Agosto frente ao Leixões a contar para a Taça da Liga. Agradecemos ao Senhor Presidente do Leixões, pela compreensão da situação. Pedimos desculpa aos nossos sócios e adeptos por não ter sido possível. Mas garantimos-lhes que o que não nos mata torna-nos mais fortes.

Viva o Oriental

Pela Direção

O Presidente do Clube Oriental de Lisboa
José Fernando Nabais

Lisboa, 01 de Agosto de 2014