Grande vitória do Oriental sobre o Aves (1-0) no Campo Eng.º Carlos Salema em partida da 32.ª jornada da Segunda Liga. Com uma primeira parte de alto nível, a equipa liderada por João Barbosa sobrepôs-se com êxito ao adversário e à equipa de arbitragem liderada por Jorge Tavares que com uma grande penalidade e uma expulsão incompreensíveis em prejuízo do Oriental condicionou fortemente o desenrolar do encontro.

Sob o lema “em casa mandamos nós”, o Oriental entrou em campo pressionante e o primeiro caso do jogo surgiu à passagem do minuto 12 quando Romaric, em luta com Mauro Bastos dentro da área, tocou a bola com o braço numa grande penalidade clara por assinalar. O incidente não desmoralizou os Guerreiros de Marvila que aos 19 minutos criaram a sua primeira oportunidade de golo através de um livre batido por Bruno Aguiar para a área e rematado na ressaca por Mauro Bastos para defesa de Quim.

 
Mauro Bastos decidiu a partida aos 79 minutos
 
 
A cadência ofensiva do conjunto grená e branco não abrandou ao longo de todo o primeiro tempo e Henrique Gomes obrigou Quim a nova defesa apertada ao responder de cabeça ao cruzamento de João Pedro (25’), ainda antes de Tom voltar a colocar à prova os reflexos do experiente guardião num potente remate que levava selo de golo (41’). Espelho da superioridade orientalista, o primeiro remate do Aves surgiu apenas já em cima do intervalo quando Caballero disparou de meia distância sem perigo para bem longo do alvo (43’).

Já na etapa complementar, foi ao minuto 55 que decorreu o segundo erro colossal da equipa de arbitragem ao assinalar grande penalidade por suposto derrube de João Pedro a André Costa numa altura em que o esférico se encontrava bem distante de ambos. Indiferente ao que se sucedera instantes antes, Janota fez justiça com as próprias mãos e parou com classe o castigo máximo batido por Caballero.

As incidências da partida desestabilizaram por momentos a formação de Marvila que, já depois de Rafinha estar perto do golo num pontapé que falhou por pouco o alvo (59'), ainda teve alma para reagir e chegar à vitória aos 79 minutos por Mauro Bastos. Com um remate rasteiro ainda desviado por Romaric, o camisola 52 enganou Quim e fez o tento solitário que consumou uma vitória mais que justa para o Oriental. Já nos descontos o juiz Jorge Tavares voltou a estar em destaque pela negativa ao dar o segundo cartão amarelo a Tom por pretensa simulação na sequência de um lance em que o cabo-verdiano foi derrubado por um adversário à entrada da área.

Contas feitas, com a expulsão a Tom e a despropositada atribuição de amarelos aos jogadores do Oriental a cada falta cometida, são quatro os castigados para o jogo de quarta-feira, 11 de Março, com o Chaves. Para além de Tom, Roncatto, Yago e João Pedro atingiram o limite de cartões amarelos e falham a deslocação ao Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira.

Disputadas 32 jornada da Segunda Liga, o Oriental contabiliza 43 pontos e está no 13.º posto da tabela classificativa.