O Oriental bateu esta quarta-feira o Atlético (0-1) no Estádio da Tapadinha e fugiu aos lugares de despromoção, numa altura em que estão disputadas 17 jornadas da Segunda Liga. O conjunto grená e branco alcançou o golo da vitória no último suspiro da partida, consumando assim uma vitória justa especialmente pelo ascendente revelado na primeira parte do encontro.

Tal como tem sido hábito desde o início da temporada, o Oriental subiu ao relvado balanceado para o ataque e Leonel dispôs de uma ocasião soberana para inaugurar o marcador logo aos 9 minutos, após desentendimento entre o guarda-redes Igor Labuts e o defesa-esquerdo Leandro Albano. O remate, contudo, não atingiu o alvo desejado.

 
 
 

À passagem do minuto 17 o Atlético criou sua única ocasião de perigo do primeiro tempo junto da baliza orientalista através de um cabeceamento de Bjorn Maars que obrigou Mota a defesa apertada, mas os Guerreiros de Marvila mantiveram a superioridade e aos 25 minutos Tom quase causava estragos na marcação de um livre direto apenas travado por uma defesa atrapalhada do guardião adversário. Apenas três minutos mais tarde Leonel penetrou imparável pelo meio-campo alcantarense e com um passe magistral isolou Mauro Bastos que, depois de driblar um defesa, atirou em arco à trave da baliza de Igor Labuts.

Não fosse um jogo entre duas equipas com vontade de vencer pelo desconforto da proximidade da linha de água da tabela classificativa desta Segunda Liga, na etapa complementar o jogo esteve muito mais partido e os lances de ataque e contra-ataque, parada e resposta, foram uma constante. Já depois de o árbitro Bruno Esteves não assinalar um penalti a favor do Oriental por mão na bola de Bjorn Maars (57’), Evandro Roncatto surgiu destacado no frente a frente com o guarda-redes da casa mas o remate acabou por sair frouxo perante a boa mancha de Labuts (71’).

Aos 85 minutos o Atlético dispôs da sua melhor oportunidade através de um livre direto de Ibrahim dirigido à trave da baliza de Mota e foi apenas aos 90+4’ que o ponto mais da partida sucedeu. Uma grande jogada de envolvimento da turma de Marvila em que, sempre com o esférico em transição à face da relva, Tom abriu para a direita para Pedro Alves que cruzou para o desvio providencial ao primeiro poste do sempre oportuno Mauro Bastos. Um tento tardio mas merecido para o Oriental pela boa primeira parte realizada e pela mentalidade vencedora com que encarou até ao último segundo este derby de duas formações históricas de Lisboa.

Com este triunfo o Oriental afasta-se da zona de despromoção, subindo ao 19.º lugar com 19 pontos conquistados. A 18.ª jornada da competição disputa-se já no próximo domingo, 07 de Dezembro, às 11h15 no Campo Eng.º Carlos Salema frente ao Sporting B.